sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Road - Road (1972) [U.K]



Noel Redding é mundialmente famoso por ter sido o baixista da banda de Jimi Hendrix durante o final dos anos de 1960, tendo gravado com ele alguns dos maiores discos de rock em todos os tempos. Com sua saída do grupo de Hendrix e o fim de seu projeto paralelo, Fat Matress, em 1972 ele resolveu novamente se aventurar pelo mundo do rock e novamente tocando baixo. Então se juntou a Rod Richards na guitarra e Leslie Sampson na bateria para gravar um tremendo álbum de rock. O disco ao longo do tempo acabou se tornando um dos tesouros escondidos do hard rock além de ser outro belo trabalho da vida de Noel Redding, que faleceu em 2003, aos 57 anos de idade. Típico hard rock setentista inicia muito bem com a faixa I’m Trying já mostrando todo o virtuosismo dos músicos. Guitarra muito bem executada por Rod Richards, que veio da banda Rare Earth, bateria competente de Leslie Sampson e no baixo Noel Redding, músico que evidentemente dispensa comentários. Em pouco mais de seis minutos, a banda detona um som pesado, denso e de grande qualidade técnica. Uma abertura que mostra a que a banda veio. I’m Going Down to the Country, composta por Redding é mais curtinha e apresenta um som com violões e bonito arranjo de slide guitar para a canção que é quase um country rock. A faixa serve como amortecedor entre a primeira e Mushroom Man, uma bela canção. Esta canção merece um capítulo à parte. Guitarras com wah-wah fantásticos e ótimo trabalho vocal. Uma perfeita mistura de Cream, Hendrix, Beck, Bogert and Appice e até coisas mais pop dos anos 1970, fazendo com que a música em si já pague pelo disco inteiro. É possível até arriscar a dizer que tenha influenciado anos mais tarde bandas da chamada geração grunge tamanha a semelhança com que possa ter com essas bandas dos anos de 1990. As guitarras sujas e envenenadas trazem brilho para a total curtição do som. Man Dressed in Red é algo mais próximo do psicodélico. Aqui novamente o guitarrista faz a diferença toda. Som de primeira linha e sendo um dos destaques do álbum. Composta pelo baixista se destaca pela força instrumental do trio e pelas distorções realizadas pelo guitarrista Rod Richards. Mesmo sem ser conhecido do público roqueiro em geral, é tranquilo afirmar que o Road seja um dos grandes nomes do hard rock setentista. É, sem dúvida, um power trio de respeito e isso pode ser sentido neste álbum, principalmente no trabalho mostrado nesta quarta faixa do disco. Outra curiosidade é a faixa Space Ship Earth. Maravilhosa, parece saída de Electric Ladyland direto para 1972. Em seus três minutos se destaca principalmente pelo grande trabalho do baixista. Base pesada e que praticamente preenche todos os espaços vazios fazendo deste outro belo momento do disco que termina com a longa faixa título, que, com seus quase dez minutos, desfila potência, criatividade e peso num excepcional rock and roll. A faixa é tirar o fôlego, tudo perfeito e no lugar certo. Por sorte dos fãs e colecionadores, este álbum foi reeditado tanto em CD no em LP anos atrás. Muito provavelmente já se encontre fora de catálogo. Sua versão original é hoje uma verdadeira raridade.

Fonte: Livro - Rock Raro - O Maravilhoso e deconhecido mundo do rock

1.I’m Trying (6:32)
2.I’m Going Down to the Country (2:41)
3.Mushroom Man (4:08)
4.Man Dressed in Red (7:00)
5.Space Ship Earth (3:26)
6.Friends (6:14)
7.Road (9:24)

Download: http://www.megaupload.com/?d=LMMI5O8C

Um comentário:

  1. Caro parceiro da Área Rock'N Roll,

    Com o objetivo de dar um fim às mensagens de erro transmitidas pelo Google Chrome, a Área estará modificando seus critérios de parceria.

    Veja no link a seguir o que irá mudar:
    http://tinyurl.com/parcerias-criterio2-AREA

    Aguardamos a sua colaboração

    Equipe da Área Rock'N Roll
    http://areadorocknroll.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...