terça-feira, 3 de maio de 2011

Madison Dyke – Zeitmaschine (1977) [Germany]



Único álbum desta boa banda alemã, Zeitmaschine foi lançado em 1977 e traz um formato musical que mistura rock progressivo e sinfônico em sua base com alguns momentos que chegam a sugerir algo próximo do folk rock principalmente nas flautas de Burkard Ritt ler e também no andamento de algumas faixas. Um ponto que deixa a desejar no álbum se refere à sua produção, que tecnicamente deixou um pouco a desejar. Mesmo assim o saldo fi nal é positivo, principalmente por trazer boas faixas embaladas em arranjos competentes. O álbum foi lançado pelo selo Racket Records e apesar de a banda ser alemã, os músicos cantavam em inglês, seguindo uma tendência dos combos germânicos da época. O disco em questão abre com a longa suíte First Step onde já é possível conferir a qualidade da banda. Apesar de a introdução poder nos levar a crer que se trata de um rock progressivo, a música logo envereda para um folk, onde brilha a flauta executada pelo vocalista Burkard Ritt ler que tem uma voz até agradável, mesmo
que possa ser considerada como limitada em relação a sua extensão vocal e com poucos recursos técnicos. Em seguida, temos Cooking Time of an Egg, um típico som progressivo com passagens de violões, bem executados e fortemente inspirados no Yes da fase de Close to the Edge ou mesmo de Yes Álbum, de 1971. Next Conceptions, a terceira faixa, mostra um trabalho mais pesado pelo belo solo de guitarra além de um ótimo trabalho instrumental para uma canção que se destaca dentro do contexto do álbum. A introdução desta música mostra o bom gosto do grupo, trazendo principalmente um trabalho de cordas de primeira linha, sendo realmente um deleite aos fãs do rock progressivo da época. Vale ressaltar que o trabalho na introdução com violões de doze cordas e flautas são de uma sensibilidade extraordinária fazendo com que seja um dos grandes momentos do disco. As duas guitarras trabalham bastante nesta canção, inclusive trazendo um peso peculiar as bandas de hard rock durante a execução da faixa. A quarta e última música é a faixa-título do álbum. Zeitmaschine, que com seus longos 16 minutos e 28 segundos é o grande apogeu. Lembrando momentos do Eloy, a música tem uma grande variedade de belas passagens. A introdução, recheada de teclados, mostra que a suíte vem para fechar o disco em grande estilo. Brilhantes passagens com duas guitarras preenchendo todos os espaços aliados a um potente baixo e os teclados fazendo a parte melodiosa da canção. O único ponto mais limitado da canção é novamente a voz do guitarrista e cantor. Todas as quatro músicas do disco foram compostas pela própria banda e mostram que os músicos possuíam talento na arte de compor, além de se mostrarem bons, apesar de nenhum deles se sobressair sobre os outros. O saldo final é, sem dúvida, mais um bom álbum dos anos de 1970, que certamente em 1977 não teve grande impacto, mas ouvindo atualmente é perfeitamente possível notar o quanto ele é agradável, apesar de perceber que a qualidade do áudio original realmente não ser das melhores. A versão postada aqui alem das quatro faixas originais, contem duas faixas bônus.

1.First step (10:05)
2.Cooking time of an egg (4:09)
3.Next conceptions (6:18)
4.Zeitmaschine (16:28)

Bônus Track:

5.Walkin’ (5:25)
6.Dice – Box (5:12)

Download: http://www.megaupload.com/?d=UPO8OVM2

Um comentário:

  1. Muito boa banda, fazia tempo que não baixava algo tão bacana ..........

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...