sábado, 7 de maio de 2011

Gracious – Gracious (1970) [U.K]



Este é o álbum de estréia da banda inglesa Gracious e que fazia um rock progressivo com tendência sinfônica, sem ser monótono ou repetitivo. Lançado em 1970 pelo selo Vertigo, traz um interessante trabalho musical, contendo faixas densas e que possibilitam ao ouvinte curti r aquilo que os fãs de rock progressivo apreciam, ou seja, boas melodias e instrumental bem executado em longas faixas. Apesar da qualidade das músicas, o disco não teve uma produção tão bem cuidadosa por parte da banda e do produtor Hugh Murphy como no segundo disco. Soma-se a isso o fato de a gravadora Vertigo não investir na banda, o que acabou fazendo com que o disco não chegasse ao público de rock na época e passasse em branco. O disco original é bem difícil de ser encontrado atualmente e houve relançamentos em formato digital do álbum, inclusive no famoso pacote dois em um, com ambos os discos da banda e também faixas bônus. O Gracious ainda teve um breve retorno em 1996, inclusive chegando a gravar mais um álbum chamado Echo, porém sem maiores repercussões. Gracious, o disco, tem apenas cinco faixas, iniciando com Introduction que chega a lembrar bastante as coisas do também inglês Van Der Graaf Generator, principalmente pelo intenso vocal de Paul Davis. Sem dúvida um belo início para este que se tornou um disco bastante recomendável aos colecionadores de rock em geral, principal com tendências progressivas. A próxima faixa é Heaven, que mostra variações no andamento e execução, um bom trabalho de guitarra e teclado além do refrão bem interessante. Uma bela canção que mostra a capacidade melódica da banda. Já o lado B traz a melhor faixa do disco, a progressiva e excelente, Fugue in ‘D’ Minor. A discrição musical da banda já pode ser sentida na capa do disco: toda branca apenas com um ponto de exclamação e o nome com letras pequenas e sem destaque ou qualquer fotografia dos músicos. O Gracious teve um belo início de carreira já no final dos anos de 1960 tendo inclusive realizado shows de abertura para o The Who, mostrando que os integrantes estavam bem relacionados, tendo inclusive chamado a atenção do guitarrista e líder dos Who, Pete Townshend. O Gracious ainda lançou mais um disco, chamado This is... em 1972 pela Philips, com uma produção mais caprichada que este, ainda que musicalmente talvez esta estréia seja um pouco mais consistente, mas assim como este primeiro disco não obteve muita repercussão e acabaram se dissolvendo. Internamente a banda também jamais conseguiu se entender quanto as suas preferências musicais, estilos a seguir, o que dificultou ainda mais qualquer busca por um sucesso maior.

Fonte: Rock Raro - O Maravilhoso e deconhecido mundo do rock

1.Introduction (5:53)
2.Heaven (8:09)
3.Hell (8:33)
4.Fugue in 'D' Minor (5:05)
5.The Dream (16:58)

Download: http://www.megaupload.com/?d=5OJHLMFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...