terça-feira, 3 de maio de 2011

Bodkin – Bodkin (1972) [UK]



Este marcante trabalho foi gravado por um grupo de jovens escoceses, através do selo West Records no ano de 1972. Antes de gravar esse material o grupo se apresentou em quase todo o circuito universitário da Grã-Bretanha e adquiriu uma sólida reputação devido às suas enérgicas atuações nos palcos. A base criativa do grupo era formada pelo guitarrista Mick Riddle e pelo tecladista Doug Rome, este último, que na época da gravação tinha acabado de completar vinte e um anos e possuía uma formação erudita que ele transpôs para as composições do Bodkin. Para se ter uma idéia da pegada do grupo, o Bodkin lembra muito grupos como Uriah Heep, principalmente nas passagens dos teclados que o Heep tão bem utilizava em álbuns como Demons and Wizards e The Magician’s Birthday, ambos de 1972, e também remete aos primeiros trabalhos do Atomic Rooster de Vicent Craine e Carl Parlmer. O som do grupo é um hard progressivo com estupendas melodias de órgão Hammond e interessantes solos de guitarra que criam uma música cheia de peso, cadenciada, com marcantes linhas de baixo e bateria. O álbum contém cinco longas faixas, com um clima de jam session, cheia de improvisos e agradáveis linhas vocais. As duas primeiras composições possuem o mesmo título: Three Days Aft er Death, separadas entre Part One e Part Two, sendo ambas bastante climáticas, como sugere o título, e são dois belos exemplos de hard rock progressivo bem típico da época. Nas três faixas seguintes, o órgão continua dominando as bases das melodias e travando sucessivos duelos com a guitarra, sobre uma eficiente seção rítmica, principalmente na terceira faixa – Aunt Mary’s Trashcan – onde os elementos citados anteriormente se destacam acentuadamente, proporcionando dez minutos de puro deleite para os apreciadores de músicas com diferentes climas na mesma composição. Aft er Your Lumber é, talvez, a que tenha a linha melódica mais acessível de todas as cinco composições do álbum, onde o vocal participa
intensivamente nos duelos entre o órgão e a guitarra. A viagem encerra com Plastic Man, que, com uma marcante melodia, em tons graves, introduz o tema onde o desempenho vocal é o grande destaque. Além do baixista Bill Anderson e do baterista Dick Sneddon, completavam o grupo o vocalista Zeik Hurme, que possuía um timbre vocal que combinava com as melodias criadas pela banda.
O interessante neste trabalho é que quando foi relançado pelo selo italiano Akarma no ano 2000, vinha com uma capa diferente do lançamento original. Esta reedição se abre em seis partes, formando uma cruz em chamas e com uma sinistra cabeça de bode na junção entre as duas partes que formam a cruz. Existe também uma reedição com capa alternativa inclusive trazendo como faixa bônus a música Three Days Aft er Death Pt. 2, apenas instrumental. Realmente um interessantí ssimo trabalho gráfico, que valorizou ainda mais esta verdadeira relíquia dos anos 1970.

1.Three Days After Death Pt. 1 (9:28)
2.Three Days After Death Pt. 2 (7:09)
3.Aunty Mary's Trashcan (10:48)
4.Aftur Yur Lumber (5:12)
5.Plastic Man (5:59)

Download: http://www.megaupload.com/?d=IKZHQCTC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...