quarta-feira, 4 de maio de 2011

Armageddon - Armageddon (1975) [U.K]



Lançado em 1975 pela A&M Records, inclusive no Brasil, trata-se de um excelente disco de hard rock clássico. Contando com Keith Relf, fundador de bandas como Yardbirds e Renaissance, além de Marti n Purgh que tocou com Rod Stewart e Steamhammer, Bobby Caldwell, baterista do Captain Beyound, enfi m, só feras e que formaram literalmente mais um dos super grupos dos anos 1970, pelo menos em matéria de criatividade musical. Levemente datado, o som do álbum traz aquele interessante e conhecido formato musical do hard rock típico da época, o que não significa que hoje em dia a qualidade esteja comprometida, muito pelo contrário, o disco é um prato cheio para quem curte o genêro. O álbum original, inclusive na versão nacional, traz um encarte com a fi cha e letras das músicas, sendo mais um atrati vo para a edição em vinil. Já na abertura temos Buzzard, um show instrumental. Trio instrumental composto de guitarra, baixo e bateria, mostra um ótimo equilíbrio fazendo da canção uma abertura sensacional. Os trabalhos da guitarra de Martin Purgh são de um peso e criatividade que assustam. O vocal de Keith Relf também se destaca e já mostra que o disco seria um dos clássicos do rock raro. A segunda faixa é Silver Tightrope, que tem um início bem contundente e soturno. Trata-se de uma bela canção, expondo a técnica dos músicos e mostrando que o Armageddon inglês não desejava ser apenas mais um grupo de hard rock e sim um combo que deveria ser reconhecido como um dos baluartes roqueiros do período. A próxima faixa coloca a banda num patamar acima da média, já que a música Paths and Planes and Future Gains é mistura de rock progressivo com pitadas de psicodelismo embalada num belo arranjo. O alvum segue com as duas ultimas faixas, Last Stand Before, faixa no melhor estilo Led Zeppelin de Houses of the Holy, e na longa suíte Basking in the White of the Midnight Sun, que é subdividida em cinco partes e acaba sendo mais um dos destaques do álbum. Logicamente, o vocal de Relf não chega a ser comparado com Robert Plant, mas a qualidade das faixas e instrumental lembra bastante a outra também banda inglesa. Sem dúvida, um dos clássicos da década de 1970 e considerado por muitos como um dos grandes álbuns, o grupo não se firmou da maneira que todos acreditavam. Muito provavelmente os motivos foram o fato de o trabalho não ter sido bem lançado, comercialmente falando. Problemas com empresários, falta de apoio da gravadora, desentendimentos e problemas internos que assolavam os músicos levaram a banda ao esquecimento e, consequentemente, ao fim prematuro, mesmo após o lançamento deste belíssimo disco. Em maio de 1976, Keith Relf morreu tragicamente eletrocutado, pondo fim em qualquer aspiração da banda em continuar o trabalho com sua formação original. A capa do álbum é intrigante, trazendo uma foto do grupo num ambiente digno de fim do mundo, fazendo jus ao nome do grupo.
Mais do que recomendado, um álbum essencial.

1.Buzzard (8:16)
2.Silver Tightrope (8:23)
3.Paths And Planes And Future Gains (4:30)
4.Last Stand Before (8:23)
5.Basking in the White of the Midnight Sun (11:24)
a.Warning Comin' On
b.Basking in the White of the Midnight Sun
c.Brother Ego
d.Basking in the White of the Midnight Sun (Reprise)

Download: http://www.megaupload.com/?d=TIYSF8CB

Um comentário:

  1. Discão, sem muitos comentário. Tenho esta bolacha, é sempre muito bom ouvi-la. Abraço.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...