quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Peter Gabriel - Peter Gabriel I / Car (1977) [U.K]



Após sua traumatica saída do Gênesis em meados de 1975, Peter Gabriel decidiu passar um tempo recluso, cuidando da saúde de sua filha Jill (que no fundo seria o estopim final de sua decisão de sair do grupo) e pensando se deveria continuar ou não no meio musical.
Nem bem se acostumou com a decisão, Gabriel sofreria um duro golpe. Seu ex-grupo lançaria o primeiro álbum sem ele "A Trick Of the Tail" no inicio de 1976, e a banda atingiria a partir daí um sucesso comercial e artístico muito maior do que quando Gabriel estava no grupo. Isso, como ele mesmo diria anos depois, atingiu seu ego, pois percebeu, de uma forma não muito agradável, que ele não era a força principal do grupo, como a imprensa entre 1973-75 colocava de forma contundente, e que agora deveria repensar seriamente como deveria ser sua carreira solo, caso ele quisesse retornar ao meio artístico.
Ironicamente, foram os ex-colegas de grupo (Collins e Hackett principalmente) que o estimularam a voltar a encarar os estúdios e os palcos, e no final de 1976, em rápidas sessões de gravação, Gabriel produziria (com o ótimo produtor Bob Erzin) seu primeiro álbum solo, lançado em meados do ano seguinte, chamado simplesmente de Peter Gabriel (ou Car, como os fãs o chamariam).
É interessante ver como Gabriel foi cauteloso e ao mesmo tempo ousado e radical ao iniciar sua empreitada solo. Cauteloso chamando colegas e amigos talentosíssimos que seguiriam posteriormente com ele no decorrer de sua carreira (destacando o próprio Collins, Robert Fripp, Larry Fast, Jerry Marrotta e o seu mais fiel escudeiro, o excelente baixista Tony Levin), coordenando e evitando que excessos sonoros pudessem ser cometidos. Ousado por privilegiar os mais diversos tipos de ritmos e sons, em especial batidas africanas e sons latinos, em detrimento do som progressivo. E radical por abdicar quase que por completo das temáticas longas e complexas que fazia no gênesis, seja em seus discos, seja em seus shows. Claro que isso iria acarretar perdas,mas por outro lado daria uma característica mais original ao seu som, aliás Gabriel é considerado por muitos críticos um dos precurssores da world music.
Nesse trabalho, percebe-se que Gabriel começa sua carreira com o lado direito. Temos a clássica Solsbury Hill, um sincero, porém indireto, desabafo de sua saída do Gênesis, e de ter de certa forma recomeçar alguns aspectos de sua vida, essa música alias se tornaria um de seus maiores sucessos. Temos a estranha porém cativante moribund the burgeimester, onde se percebe ainda alguns traços de seu ex-grupo, mais especificamente em colony of slippermen, no seu som. Waiting for the big one, nos brinda com uma ótima batida de blues. Temos também as empolgantes modern love, down the dolce vita e slowburn, e ainda a ultra intimista here comes the flood , intercalando o piano de Gabriel com pitadas da guitarra de Fripp.
A turnê que seguiria esse disco em 1977, mostraria que Gabriel pretendia se distanciar de vez do som e da postura que assumia no gênesis. Nos shows, apenas uma música da banda (Back in NYC) era tocada e ainda víamos Gabriel abdicar das altas doses de teatralidade que tanto fez deslumbrar os fãs de sua ex-banda entre 1972-75, e mostrando a eles que iria literalmente recomeçar sua carreira, agora sob a forma solo.
Depois desse disco, Gabriel se distanciaria cada vez mais do progressivo (com exceção de seu segundo álbum solo de 1979, sob a produção de Fripp), caindo de cabeça na world music e em sons eletrônicos, atigindo o ápice da criatividade no excelente SO de 1986.
Ótimo álbum, mostrando como um artista consagrado em uma banda deve fazer para conseguir sobreviver na difícil empreitada solo, onde somente uma minoria consegue se manter sem fazer um constante flashback ao passado.

1.Moribund The Burgermeister (4:18)
2.Solsbury Hill (4:21)
3.Modern Love (3:38)
4.Excuse Me (3:20)
5.Humdrum (3:26)
6.Slowburn (4:37)
7.Waiting For The Big One (7:14)
8.Down The Dolce Vita (4:42)
9.Here Comes The Flood (5:56)

Download: http://www.megaupload.com/?d=AWY7O5CI

Um comentário:

  1. Olá!
    Muito obrigada por sua visita ao EMM e por seu convite de parceria. Já adicionamos seu blog entre os nossos parceiros, portanto, seja bem vindo ao Estranho Mundo de Mary!
    Parabéns pelo seu blog e pelos materiais de qualidade disponibilizados aqui.
    Até mais.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...