quarta-feira, 3 de março de 2010

Captain Beyond - Captain Beyond (1972) [USA]



É impressionante ouvir a qualidade desse trabalho, e com todo respeito aos medalhões Deep Purple e Led Zeppelin, por exemplo, mas essa estréia do Captain Beyond não deixa a desejar em nada aos maiores clássicos das duas bandas citadas no exemplo, difícil defini-lo, nos seus 35 minutos de duração não é exageiro nenhum em dizer que se poderá encontrar algum dos melhores riffs criados no Rock ‘n’ Roll, esse que é o bom do álbum, nunca se está exagerando quando se fala dele. Independente de alguns achar que se trata de Hard-Prog e outros apenas Hard Rock, o que de fato pode se dizer desse disco é que alguém que goste de Hard, sobre tudo o 70’s e não gostar desse trabalho, está sendo contraditória com ele mesmo.
E os responsáveis por tal maravilha sonora são músicos já experientes e com um belo currículo: Rod Evans, excepcional cantor e membro fundador do Deep Purple que participou apenas dos seus três primeiros (e um pouco subestimados) discos, e o não menos que excelente baterista Bobby Caldwell, vindo da banda de Johnny Winter, assinam todas as composições. Larry Reinhardt e Lee Dorman, respectivamente guitarrista e baixista do pesadíssimo (para a época) Iron Butterfly, completam a formação, acrescentando o peso que se complementa tão bem com as composições de Evans/Caldwell. Difícil dizer qual teve o melhor desempenho, digamos que o mérito pela altíssima qualidade das músicas pertença aos quatro, é bom que evita injustiça com algum dos músicos.
Pode-se dizer que o disco se divide em três suítes, com várias mudanças de andamento e de ritmo dentro de cada parte de cada uma delas, e todas as mudanças são extraordinárias, não há altos e baixos, é daqueles discos pra se ouvir do começo ao fim e não só porque todas as músicas são ótimas; na verdade cada segundo do álbum é muito bom, tudo se encaixa tão perfeitamente, os momentos pesados com os viajantes, passagens bucólicas de repente cortadas por um riff matador, e a versatilidade do vocal do Rod Evans sendo colocada à toda prova, e o resultado final agrada tanto fãs de Hard Rock quanto de Progressivo Psicodélico e Space Rock, ou qualquer outra pessoa que saiba no mínimo o que é de fato bom.
O único problema é que eles deram tudo de si para gravar esse disco, tanto que nunca conseguiram chegar perto de fazer algo tão genial. Mais dois discos foram lançados, o segundo tambem já postado aqui no blog, não chegam a ser ruim, longe disso, mas comparado a esse servem apenas como curiosidades, não chegam nem aos pés do impacto e magnitude desse primeiro registro, mas nem precisava, depois de uma contribuição dessas para o Rock ‘n’ Roll seria até injusto exigir mais alguma coisa deles. O que importa é que com apenas um disco colocaram seu nome eternamente junto aos melhores de todos os tempos.


1.Dancing Madly Backwards (On A Sea Of Air)
2.Armworth
3.Myopic Void
4.Mesmerization Eclipse
5.Raging River Of Fear
6.Thousand Days Of Yesterday (Intro)
7.Frozen Over
8.Thousand Days Of Yesterdays (Time Since Come And Gone)
9.I Can’t Feel Nothin’ (Part I)
10.As The Moon Speaks (To The Waves Of The Sea)
11.Astral Lady
12.As The Moon Speaks (Return)
13.I Can’t Feel Nothing (Part 2)

Download:
http://www.mediafire.com/?zwokomptnyx

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Descrição mais que perfeita. O Captain Beyond criou um Hardprog único, difícil de se descrever, banda pouco reconhecida, mas incrivelmente técnica e virtuosa. Enfim, músicos inspirados e talentosos. Será que podia haver algum outro resultado do que esse álbum esplendido? Acho que não!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. grande postagem, que aproveito o link em meu blog também, lhe envio agradecimentos. Seu blog é muito bom bicho!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...