quinta-feira, 16 de julho de 2009

Tasavallan Presidentti - Lambert Land (1972) [Finland]



Lambert foi o 3º trabalho desta magnífica banda filandesa que possuia como guitarrista o talentoso Jukka Tolonen. Tasavalan é o resultado de quando músicos de formação jazzística escutam Genlte Giant e gostam, embora som desta banda aprensenta óbvias influências de Soft Machine é fácil perceber o quanto foi importante para elaboração de Lambert as influências tanto do Gentle quanto Do Soft Machine. O trabalho do baixista é de cair o queixo, o mesmo é verdade para a bateria a guitarra. O ponto fraco do disco é o vocal no entanto não compromete as músicas. Os destaques:
Lounge, 1º música do disco a introdução é no estilo do Soft e os acordes são extremamente ricos e variados à presença tímida de um piano os destaques são o baixo, flauta e a batera, a variações são tantas e tão bem feitas que só escutando para entender. esta música do caralho!!!
Celebration of the Saved Nine, Embora pequena, esta música vem a reforçar o talento destes músicos é excelente!
Dance, Esta música é introduzida com uma sessão de guitarra que logo é acrescida pala batera e baixo e pouco depois pela flauta, o que culmina em um tema que que evoca o música folclórica filandesa e o que vem depois é virtuose pura com direito a uma sessão instrumental em que guitarra baixo e batera mostram o poder do rock! Virtuose é a palavra que define esta música!!
Sem dúvida Lambert é um dos melhores discos de Jazz-Rock progressivo não só da década de 70 como de todos os tempos.

1.Lounge
2.Lambertland
3.Celebration Of The Saved Nine
4.The Bargain
5.Dance
6.Last Quarters

Download: http://www.4shared.com/file/50972134/bbe34af/Tasavallan_Presidentti_-_Lambertland.html

Pierre Moerlen's Gong - Downwind (1979) [France]



Se voce parou de colecionar discos do Gong em 1978, poderia ter prorrogado este interesse até 1979, ano em que Pierre Moerlens lançou o Downwind. Com a saída de Allan Holdsworth, muitos simpatizantes da banda talvez tenham deixado de acompanhar o então descaracterizado Gong. Mas o que fez Moerlen ?Literalmente " trocou algumas figurinhas, não todas, mas manteve o mesmo ataque" Convidou Mike Oldfield, Didier Lockwood, Steve Winwood e Mike Taylor e continuou o trabalho calcado no xilophone/ glockenspiel/vibrafone não jazzítico peculiar do Gong. Quem aprecia este instrumento vai simplesmente delirar com este disco. presença é marcante. O disco tem excelentes momentos que referendam o Gong, acessível e menos complexo de Hillage e Allen, de 75 a 78, e sua maravilhosa trilogia. No entanto nos oferece Jin-Go-Lo-Ba, do Santana e a marcante percurssão de Shrieve, afinal este é um disco de um percurssionista. Mas entenda que algo que não seja propriamente progressivo, inserido neste disco só o torna mais interessante. Mas se voce não gosta de percurssão, não se preocupe, temos duas belíssimas peças sem percurssão cuja melodia e arranjo com violino e xilofone certamente lhe arrancará emoçaõ e extase Uma delas é a própria emotions e a outra é Xtasea ( mera coincidencia linguística?). Em Downwind a presença de Oldfield, que também utiliza muito glockenspiel e xilofone no seu trabalho, é digamos irretocável. Por fim, experimente ouvir as quebradas de crosscurrents peculiares do Gong! Este é como todos os Gongs, para se ouvir num excelente equipamento de som. O xilofone é um instrumento de percurssão muito requintado e sofisticado, assim como a concepção de Moerlens, para este peculiar disco esquecido do ainda Gong.

1.Aeroplane - 2:42
2.Cross Currents - 6:13
3.Downwind - 12:34
4.Tin-Go-Lo-Ba - 3:27
5.What You Know - 3:44
6.Emotions - 4:46
7.Xtasea - 6:40

Download: http://rapidshare.com/files/67446358/downwind.rar.html

Yes - Relayer (1975) [U.K]



Com a saída de Rick Wakeman, Yes procurava um novo tecladista entre os cogitados estava até Alan Parson, mas o escolhido foi o suiço Patrick Moraz, sua formação clássica e jazzística deram um toque especial e novo a banda, mesmo que a maior parte das músicas já estavam em avançada fase de composição. Relayer segue o padrão de faixas do Close to the Edge, uma suíte e outras duas extensas faixas. O álbum começa com a inacreditável e caótica 'Gates of Delirium' um épico de quase 22 minutos, agressivo tanto nos instrumentos quanto nos vocais e letras (pouco característico de Jon Anderson), destaca-se também a parte 'Soon" com um belíssimo vocal acompanhado da excelente lapsteel guitar de Steve Howe. A segunda faixa 'Sound Chaser' mostra bem o controle que Steve Howe tem sobre sua Telecaster, e também o de Patrick Moraz com característicos solos de mini-moog, esta música segue também uma linha agressiva como a 'Gates..', se perde um pouco nas viagens vocais (Cha, Cha, Cha!) mas ainda assim excelente. 'Relayer' acaba com 'To Be Over' bem mais lenta que as duas primeira, é uma linda música relativamente longa e também com excelentes passagens de guitarra de Steve Howe. Pena que este foi o único álbum com Patrick Moraz, uma obra de arte, particularmente muito superior aos seguintes que contavam novamente com Rick Wakeman.

1. Gates Of Delirium (22:55)
2. Sound Chaser (9:25)
3. To Be Over (9:08)

Download: http://rapidshare.com/files/110015782/Relayer.rar

Asia Minor - Crossing the Line (1979) [France]



Quem poderia imaginar que dois jovens imigrantes turcos radicados em Paris poderiam tomar gosto pelo rock progressivo e arquitetar um grupo com uma proposta tão original ? Embora Setrak Bakirel e Eril Tekeli tocassem juntos desde a adolescência em Istambul , o Asia Minor só surge em abril de 1977, quando Lionel Beltrami, um baterista auto-didata de apenas 16 anos e dotado de uma técnica monstruosa, passa a tocar com eles. A partir daí começou a surgir o material que compôe o disco de estréia ,Crossing the Line.
O direcionamento musical do grupo é marcado pela fusão de dois elementos bem distintos : rock progressivo e a música do Oriente Médio . Esta ambiciosa proposta é desenvolvida com maestria em Crossing the Line. Com faixas predominantemente de curta duração , o disco é um acachapante e improvável caldo, resultado da mistura de vocais lamuriosos , duetos de guitarras ,ora singelas, ora distorcidas, trabalhando com a flauta em escalas em sua maioria próprias da música do Oriente , só que com o tom épico do progressivo . E na base de tudo , a demolidora bateria de Beltrami , um show à parte, locomotiva incansável. As melodias são melancólicas , marcantes, o que facilita a assimilação do disco já na primeira audição. Entre as faixas que se destacam está Landscape, onde guitarras rasgantes contrastam com brlhante passagem dramática do vocal e suave do teclado . Outro destaque são as duas faixas cantadas em turco , mostrando mais uma vez que o progressivo se adapta muito mais a línguas diferentes do inglês do que o rock tradicional.
Enfim , trata-se de uns dos trabalhos que ajudaram a desbravar uma nova rota dentro do gênero, justamente aquela que sugere que o estilo tem um enorme potencial de recepção de características da música popular de outras culturas.

1.Preface
2.Mahzun Gozler
3.Mystic Dance
4.Misfortune
5.Landscape
6.Vision
7.Without Stir
8.Hayal Dolu Gunler Için
9.Posface

Download: http://www.4shared.com/file/67687070/668db3de/Asia_Minor_-_Crossing_The_Line.html

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Dice - Four Riders of the Apocalypse (1977) [Sweden]



Primeiro trabalho desta espetacular banda sueca, "Four Riders" foi gravado em 1977 sendo que em 1992 o selo Japonês Marquee lançou este trabalho em cd. Tratando-se de um excelente Rock Sinfônico, em que fica muito claro neste disco a competência dos músicos, a diferença em relação ao segundo é que além de ser instrumental, as músicas são muito melhores e mais complexas aliando o bonito ao complexo, como comparação em termos de influência cito bandas como Focus, Yes, e até Gentle Giant, e a interação entre os músicos é de tal forma que nenhum instrumento, de uma forma geral, sobressai sobre os outros, no entanto todos executam acordes maravilhosos. enfim, trata-se de uma obra indispensável em qualquer acervo de Rock progressivo.

1.War 1st Impression 11.00
a)Overtune 1.23
b)Fronts 6.17
c)Battle 2.37
d)Deserted 0.43
2.Disease 2nd Impression 8.07
3.Greed 3rd Impression 7.47
4.Death 4th Impression 11.53
a)Requiem 2.10
b)Dance of Devils 4.24
c)Transition 1.08
d)Heaven 4.11

Download: http://www.4shared.com/file/102106449/a08ffc7f/Dice_-_The_Four_Riders_Of_The_Apocalypse.html

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Metamorfosi - Inferno (1973) [Italy]



Esta é uma excelente banda de progressivo italiano sinfônico, mas que infelizmente teve carreira curta como muitas outras bandas da Itália. Tem destaque para o teclado, lembrando Le Orme e Emerson, Lake and Palmer. Já os vocais lembram Banco del Mutuo Soccorso. Este álbum é inspirado na obra "Divina Comédia" de Dante Alighieri, com cada faixa representando um nível do Inferno. O órgão e os vocais dão um clima sombrio em alguns trechos, intercalados com trechos rápidos com bom trabalho de baixo e bateria. Há ainda alguns bons solos de flauta. "Inferno" é altamente recomendado para os que apreciam progressivo italiano.

1.Introduzione
2.Porta dell'Inferno
3.Caronte
4.Spacciatore di droga
5.Lussuriosi
6.Avari
7.Violenti
8.Malebolge
9.Sfruttatori
10.Razzisti
11.Lucifero (Politicanti)
12.Conclusione

Download: http://rapidshare.com/files/90162281/metainfer.rar

Opus Avantra - Introspezione (1974) [Italy]



Opus (ópera - produção) Avan (vanguardista - inovadora) e Tra (tradição - folk). Na na sonoridade dos Opus Avantra podems perceber o progressivo neoclássico, chamber rock, música clássica, romântica, contemporânea, operática, electrónica, concreta, étnica, jazz, opera, etc. Elementos diversos, mas tendo sempre como pontos de referência “de onde vimos” e “para onde vamos.
Um álbum inspiradíssimo, uma riqueza tímbrica fora do comum (diversos violinos, piano, fagote, oboé, canto e voz, flauta, teclados, bateria, cravo, violoncelo, fortes e insanas percussões... etc.. etc..) unida à sofisticação e complexidade das composições.
Uma sonoridade muito bonita dos instrumentos unidos a voz magica da soprano Donella Del Monaco.

1.Introspezione
2.Les Plaisirs Sont Doux
3.La Marmellata
4.L'altalena
5.Monologo
6.Il Pavone
7.Ah, Douleur
8.Deliee
9.Oro
10.Rituale

Download: http://rapidshare.com/files/85205026/Opus_Avantra_-_Introspezione.rar.html
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...