quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Mahavishnu Orchestra - Inner Mounting Flame (1971) [U.K]



O grupo Mahavishnu Orchestra começou como um projeto do virtuoso guitarrista inglês John McLaughling --- Mahavishnu é seu nome religioso. McLaughling se tornou famoso ao tocar com Miles Davis nos discos In a Silent Way e Bitches Brew; este último, lançado em 1969, é considerado o disco que deu origem ao jazz-rock (ou fusion, como veio mais tarde a ser conhecido).
Dois outros integrantes do grupo de Miles Davis fundaram outros notórios grupos do gênero, são eles: Chick Corea, que fundou o Return to Forever, e Joe Zawninul, fundador do Weather Report. Mahavishu Orchestra, ao lado dos dois últimos citados, é um dos clássicos grupos de fusion e, sem exagero algum, em muito contribuiu para definir o estilo. Todos esses três grupos têm grandes qualidades, entretanto, a despeito de clássicos como o Romantic Warrior do Return to Forever, por mim o Mahavishnu Orchestra possui um destaque considerável. Suas músicas transmitem uma energia insuperável, a competência técnica é inigualável e as composições e os improvisos são muito intrincados e criativos. A menos, talvez, do Inner Worlds, todos seus discos da década de 70 são muito recomendados. Houve uma tentativa de recriar a banda na década de 80, dois discos chegaram a ser lançados, mas, pelo que sei, a qualidade desses é muito inferior.
Talvez este seja um disco com elementos em demasia de jazz para muitos fãs de prog, os discos Apocalypse e Visions of the Emerald Beyond são os mais progressivos do grupo --- o que não quer dizer, de forma alguma, que sejam os melhores. Há uma boa quantidade de elementos que costumam ser considerados progressivos, como, em especial, bruscas e drásticas mudanças de melodia e clima --- o clima pode passar do suave ao agressivo em um piscar de olhos. Também se fazem presentes tempos nada ortodoxos e muita dissonância, advinda especialmente da guitarra e secundariamente do violino, ambos com muita distorção.
Este primeiro disco do Mahavishnu Orchestra é bem menos famoso que seu seguinte, o Birds of Fire, mas tem muitas semelhanças e o considero praticamente tão bom quanto. Posso dizer que, em termos de energia, Inner Mounting Flame nada deve ao seu sucessor, ou talvez até o supere. Porém, o entrosamento do grupo e, especialmente, as passagens melódicas estão ligeiramente abaixo do nível do Birds of Fire.
Todas as músicas são excelentes. As mais intensas --- ou seja, as músicas absurdamente intensas --- são Meeting of the Spirits, The Noonward Race, Vital Transformation e Awakening, das quais destaco as duas primeiras. Dawn e You Know You Know são suaves e bem voltadas para o jazz. A Lotus on Irish Streams é bem suave e remete a um clima orietal-exotérico. Por fim, The Dance of the Maya começa com certa tensão e com uma boa dose de swing, sendo bem "jazzística", mas, depois de algumas variações sobre o tema original, torna-se inesperadamente mais voltada para o rock, perdendo o swing e aumentando a agressividade.
Ao escutar discos como esse é natural nos perguntarmos porque toda essa criatividade e energia do fusion não veio a se desenvolver mais nos anos seguintes e, ao contrário, até parece ter involuído.

1.Meeting of the Spirits (6:53)
2.Dawn (5:20)
3.The Noonward Race (6:29)
4.A Lotus on Irish Streams (5:41)
5.Vital transformation (6:18)
6.The Dance of Maya (7:16)
7.You Know You Know (5:08)
8.Awakening (3:36)

Download:
http://rapidshare.com/files/302071399/Mahavishnu_Orchestra_-_The_Inner_Mounting_Flame_1971.rar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...