terça-feira, 30 de junho de 2009

Eloy - Inside (1973) [Germany]



Ao se falar em Eloy, geralmente vem à mente o seu som bem "floydiano", como o presente nos discos Ocean e Silent Cries and Mighty Echoes. Os três primeiros discos do Eloy são bem diferentes. O primeiro, chamado Eloy, é hard puro; o segundo, chamado Inside, é o primeiro disco progressivo do grupo e pode ser considerado um space-rock um pouco sinfônico, sendo bem mais pesado que seus discos da segunda metade da década de 70. O Eloy progressivo do início de 70, embora fosse um grupo de prog alemão inclinado para o hard, tinha um estilo bem diferente de Can, Faust, Amon Düül II e outras bandas comumente associadas ao Krautrock, não sendo tão dissonante ou experimental. Esta é a fase mais original do Eloy e não é muito fácil compará-la com o estilo de outros grupos.
Os arranjos musicais do Inside dão ênfase aos instrumentos e não são particularmente complexos, às vezes, são até bem simples; contudo, esta aparente desvantagem é compensada pela rápida e envolvente evolução da música, criando uma música complexa a partir de trechos simples. Todas as quatro faixas do Inside contém uma atmosfera sombria, misteriosa e "viajante"; geralmente com agressividade, mas sem dispensar as passagens suaves. Sombrio não é uma característica típica do grupo, mas ela encontra-se principalmente no Inside.
O Eloy de forma alguma pode ser considerado um grupo de músicos virtuosos, mas esta falta de talento não atrapalha em nada a execução do Inside, pois suas músicas exigem apenas uma competência básica, e isto o grupo possui. O segredo do Inside reside, como já disse, na composição, na evolução das músicas.

1.Land of No Body (17:14)
2.Inside (6:35)
3.Future City (5:35)
4.Up and Down (8:23)

Download: http://www.mediafire.com/?nwmzjzwm1nn

Um comentário:

  1. Excelente resenha, Laís, mas o tecladista do Eloy é bem virtuoso, a meu ver. Tenho o vinil nacional. Future City- sem teclados- com Manfred dividindo a guitarra com Frank Bornemann- tocou muito numa emissora de BH- ótimo trabalho de percussão!

    Roderick Verden

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...