quarta-feira, 27 de maio de 2009

Som Nosso de Cada Dia - Snegs (1974) [Brazil]



Snegs é um álbum incrivel. O único integrante do grupo que já tinha uma carreira reconhecida era o tecladista virtuoso Manito, ex-Os Incriveis, mas a maioria da músicas são creditadas a Paulinho e Pedrão com exceção de 'Sinal da Paranoia' (Cimara e Pedrão) e 'Bicho do Mato' (Gastão Lamounier Neto). 'Snegs' foi lançado em 1974 sendo hoje considerado como um dos clássico do progressivo nacional, a banda por sua vez não teve uma carreira sólida, lançando um total de três albums em épocas diferentes. Eu diria que as principais característica dessa banda seriam as incríveis passagens de teclado e as característica e bem distinguiveis bases bateria/baixo.
Sinal da Paranoia, o vocal dessa música é um gosto que demora um pouco a ser adquirido, no começo parece exagerado mas com o tempo se revela como uma ótima melodia vocal. O trabalho baixo/bateria me lembra um pouco de Genesis em suas músicas mais pesadas. O teclado na base com hammond e pequenos solos de moog são perfeitamente encaixados. As improvisaçôes de violino (?) e teclado não deixam a desejar. A letra dessa música me parece ser sobre alguma droga, mais precisamente algum tipo de ácido como LSD ou cogumelo por falar de experiências que não duram e nunca existiram, além do próprio título, mas posso estar errado.
Bicho do Mato, começando como Hard-Rock a lá Deep Purple e Uriah Heep, a música se desenvolve em passagens instrumentais com ênfase no teclado de Manito, ótima música.
O Som Nosso de Cada Dia, essa música me parece uma mistura de PFM com ELP, com exceção dos vocais que são únicos.
Snegs De Biufrais, uma pequena balada bem calma com letras estranhas.
Massavilha, começa com teclados Emersonescos, revelando a capacidade intrumental dessa banda. A música tem uma pequena parte vocal que também está no nível. Demais.
Direccion De Aquarius, com vocais em espanhol, não se encaixa muito no espírito do álbum. Sendo semi-acústica, não se exalta muito. Mas nem por isso é ruim.
A Outra Face, em espírito parecida com Massavilha, e no final com um improvisação que lembra muito Van der Graaf Generator.
O Guarani, este tremendo álbum acaba com 'O Guarani', começando com uma introdução que simula um ambiente florestal, Partindo para uma releitura da opera de Antônio Carlos Gomes de mesmo nome, que acaba se encaixando bem com a parte feliz, meio circo, com mais um grande solo de teclado. É a única música totalmente instrumental do álbum.

1.Sinal Da Paranoia
2.Bicho Do Mato
3.O Som Nosso De Cada Dia
4.Snegs De Biufrais
5.Massavilha
6.Direccion De Aquarius
7.A Outra Face
8.O Guarani

Download: http://www.4shared.com/file/NdTD2xr4/Som_Nosso_de_Cada_Dia_-_Snegs_.html

Um comentário:

  1. bahh.. esse album é incrível.
    tive o prazer de prestigiar o show deles no festival de carnaval psicodália.

    :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...